Vamos dar volta ao mundo com 13 bebidas típicas?

Se alguém te perguntar qual é a bebida típica do Brasil, assim de cara, qual seria a sua resposta? Caipirinha! Certo? Bom, sem dúvida essa é a bebida que os gringos mais querem experimentar quando chegam ao Brasil. Esse é o assunto do nosso post de hoje, vamos apresentar as bebidas típicas de alguns países do mundo, isso para te ajudar a relembrar aquela experiência, dar aquela forcinha com a síndrome do regresso, ou então para que em sua próxima viagem você saiba o que pedir no bar! 😉

1- flag_of_denmark-svg Dinamarca: Akvavit

A Aquavita (ou Akvavit) teve sua origem na Dinamarca mesmo, mas também é consumida em outros países escandinavos (Noruega, Suécia e Dinamarca). É uma bebida produzida a partir da destilação de batatas ou cereais e, redestilada com aromatizantes, que podem variar entre cominho, anis-doce, coentro, endro, cravo e canela. É uma bebida transparente, mas também pode ser encontrada com coloração amarela, a sua graduação alcoólica pode variar entre 40% e 50%.

bebidas_tipicas_aquavit

2- flag_of_israel-svg Israel: Arak

O Arak ou Araq é uma bebida alcoólica destilada, possui uma cor clara, incolor, não adoçada, com sabor de anis, também classificada como aperitivo. A primeira produção de Arak foi feita pelos egípcios a milhares de anos atrás, porém é uma
bebida tradicional da Palestina, Israel, Líbano, Jordânia, Iraque e da Síria.

É uma das bebidas típicas com teor alcoólico muito alto, mais de 45% e por isso não é aconselhável tomar pura. Deve ser acompanhada de dois terços de água para um terço de Arak, depois de misturar deve ser passado para um copo com gelo, fazendo assim com que a bebida alcance uma forma meio leitosa e brilhante.

bebidas_tipicas_arak

3- bandeira_islandia Islândia: Brennivín

A Islândia é o país que mais consome Coca Cola no mundo, viu… Xquenta também é cultura! Mas não é só disso que eles vivem, ao passear por lá é preciso experimentar Brennivín, uma aguardente típica do país, feita a partir da fermentação da polpa da batata e cominhos. A bebida é conhecida por lá como svarti dauði  ou seja “morte negra”.

Essa bebida também possui um alto teor alcoólico, 37,5%, somando a isso seu sabor forte, ela não encontra muitos fãs no país. Como boa viajante que sou sei que é preciso experimentar as iguarias, certo?  O rótulo do Brennivín é preto, inicialmente essa cor foi escolhida para desencorajar as pessoas a beberem a bebida haha. Agora sim que eu quero provar essa bebida típica! 😉

bebidas_tipicas_brennivin

4- venezuela_flag Venezuela: Chicha

Existem dois tipos de Chicha, a Andina e a Criolla, ambas bebidas típicas. A primeira é uma bebida fermentada produzida pelos povos indígenas da Cordilheira dos Andes e da América Latina em geral, desde a época do Império Inca. A bebida é fermentada a base de milho e outros cereais, pode também levar frutas como maça, uva e outros. É uma bebida bem fraca, com uma graduação alcoólica pode variar entre 1% e 6%, quase água! 

Já a Chicha Criolla é uma bebida não alcoólica feita a base de arroz e leite, também bastante tradicional na Venezuela, porém sem álcool não dá né?! 😉

bebidas_tipicas_chicha_andina

5- flag_of_portugal-svg Portugal: Ginjinha

Ginja, ou ginjinha para os mais íntimosé um licor produzido a partir da maceração da fruta ginja, muito parecida com a cereja. Essa bebida é bastante popular em Lisboa, mas é originária de Óbidos.

É um licor com um teor alcoólico baixo, a sua graduação pode variar entre 16% e 25%. E parece que é costume perguntar se você gostaria da bebida “com ou sem elas?”, ou seja, se gostaria que sua bebida viesse acompanhada ou não das frutinhas 😉

bebidas_tipicas_ginjinha

6-bandeira_costa_rica Costa Rica: Guaro

O Guaro é como a nossa cachaça ou aguardente, porém na Costa Rica o governo foi além e criou a marca Cacique Guaro, muito famosa e bastante procurada pelos turistas. É um licor feito a base de cana de açúcar um pouco mais doce do que outros licores. 

É forte, e sua graduação alcoólica pode variar entre 30% e 40%. Geralmente é encontrado em outras bebidas, misturas, que lembram bastante a nossa caipirinha.

bebidas_tipicas_guaro_sour_quepos

7- bandeira_ucrania Ucrânia: Horilka

A Horilka é um destilado a partir do trigo ou da batata, conhecida como a vodca ucraniana, ela é mais forte e consideravelmente mais picante que uma vodca típica, geralmente russa. Tendo uma graduação alcoólica de cerca de 40%.

Existem vários tipos de Horilka, podendo ser produzidas industrialmente ou artesanalmente, em algumas delas é adicionada pimenta malagueta nas garrafas, fazendo assim com que elas sejam ainda mais picantes.

bebidas_tipicas_horilka

8- bandeira_holanda Holanda: Jenever

O Jenever, também conhecido como gim holandês, é sem dúvida a bebida alcoólica holandesa mais conhecida. 

Primeiramente, essa era uma bebida feita a partir de um vinho de malte ao qual era adicionado extratos de frutos de junípero. Porém, com o início da industrialização, final do século XIX, os produtores passaram a adicionar álcool etílico neutro.

Hoje é possível encontrar Jenever em praticamente todos os bares da Holanda, onde ele é vendido como “jonge jenever” (jovem) ou “oude jenever” (maduro). Tendo um teor alcoólico alto, mais de 30%.

bebidas_tipicas_hartevelt-jonge-jenever

9- bandeira_da_belgica Bélgica: Kriek

Lembram-se da Ginja típica de Portugal? Pois bem, a Bélgica também possui uma espécie dessa especiaria e sua bebida típica é uma cerveja misturada com Ginja, a Kriek. Eu sei que as cervejas belgas estão entre as melhores que já tomei, por isso acredito que essa deva ser sem igual.

Utiliza tradicionalmente uma variedade belga rara de Ginja, oriunda das imediações de Bruxelas e conhecida por Schaarbeekse krieken. A Kriek é fermentada com a fruta tornando essa uma iguaria bem distinta e muito procurada pelos turistas. Tendo uma graduação alcoólica baixa, que pode variar entre 3% e 8%.

bebidas_tipicas_kriek_beer

10- bandeira_italia Itália: Grappa

Aguardente apreciada pelos italianos, a Grappa é feita do bagaço da uva e tem alto teor alcoólico, de 35% a 50%. É uma bebida seca, digestiva e que apresenta sabores das uvas e da madeira, no caso de  ser envelhecida. Também é conhecida por ajudar a espantar o frio e pode ser um pouco cara, chegando a custar até R$ 1.000,00 a garrafa. o_0

O sabor da Grappa varia de acordo com a qualidade das uvas utilizadas, assim como o vinho. É bastante popular na Itália e também pode ser encontrada em outros países da Europa! 😉

bebidas_tipicas_grappa_toschi

11- bandeira_alemanha Alemanha: Cerveja

Como eu comentei no começo do post a bebida típica do Brasil conhecida pelos gringos é a caipirinha e você pode estar pensando “mas e a cerveja?”, pois bem, nós não somos o país que consome mais cerveja no mundo, muito menos o que possui mais cervejarias, esse posto fica para a conta da Alemanha.

A Alemanha recebeu o memorável título de “país das cervejas” por possuir mais de 1200 cervejarias ativas produzindo mais de 5 mil marcas. O consumo de cerveja no país ocupa a terceira posição no ranking de bebidas mais consumidas, perdendo apenas para água e café 😉

Não é a toa que é lá, em Munique, onde acontece a real Oktoberfest, pode colocar na “wishlist” de viagens que vale a pena.

bebidas_tipicas_cerveja_alema

12- bandeira_do_mexico México: Tequila

Tequila é uma bebida alcoólica destilada feita da agave-azul, uma planta parecida com um abacaxi gigante, primariamente na região da cidade de Tequila no estado mexicano de Jalisco. É uma das bebida típicas que pode deixar alguém bem bêbado. É forte, com uma graduação alcoólica variando de 31% a 55%.

Saindo de Guadalajara é possível realizar um passeio pelo trem da Tequila, uma viagem inesquecível, ou nem tanto dependendo de quanto você consumir no caminho! 😉

No México no entanto não é comum fazer o “arriba, abajo”, isso porque eles geralmente não tomam shots da bebida, mas a consomem como um drink mesmo. Geralmente misturado com sangrita, um suco de tomate com temperos, é uma experiência um tanto quanto diferente, mas estando no México, faça como os mexicanos 😉 

bebidas_tipicas_tequila_and_sangrita

13- bandeira_chile Chile e bandeira_peru Peru: Pisco

Já no Chile e no Peru a bebida típica, dentre outras, é o Pisco, também uma aguardente, parecida com a nossa cachaça. Mas é produzida a partir de uvas e não cana de açúcar. Eles também fazem algumas misturas com a bebida, uma delas o Pisco Sour (ai que saudades do Chile <3) que lembra muito a nossa caipirinha, ainda assim a bebida também pode ser consumida pura.

O Pisco produzido no Chile possui processo de destilação, componentes e grau alcoólico diferentes (com graduação alcoólica de cerca 40%) em relação ao Pisco peruano (que varia de 38% a 48%). Porém, em pormenores, a grande diferença entre os dois são as uvas utilizadas.
bebidas_tipicas_pisco-bottles-chile

E aí, qual dessas bebidas típicas vocês conhecem? Qual foi a que te deu mais vontade de experimentar? Eu conheço poucas da lista, mas já estou aqui me planejando e não vejo a hora de conhecer as que faltam! 😉